O Futuro Está Nas Nuvens

Sei do quanto é tentador pensar em voar entre as nuvens e cruzar os céus ou até mesmo morar em nuvens feitas de algodão como nos contos de fadas, mas não é esse o futuro nas nuvens aqui abordado, o futuro do qual trata esse texto é das aplicações e serviços de computação disponibilizados na “Nuvem”. O termo nuvem surgiu em 1997 quando cientistas da computação que vivem com a cabeça nas nuvens inventaram esse conceito, a principio utilizando XHTML e JavaScript era disponibilizado alguns recursos de computação para universidades, mas a partir do momento que grandes empresas como Google, Amazon e IBM começaram a investir na tecnologia o conceito se popularizou e hoje é um grande sucesso entre as empresas.

Computação na Nuvem, para simplificar, é o fornecimento de serviços de computação – servidores, bancos de dados, softwares de todos os tipos, rede e diversos outros recursos computacionais, tudo isso disponibilizado pela internet, ou seja, na Nuvem. Como dito anteriormente algumas empresas se dispõe a disponibilizar esses recursos, essas empresas são conhecidas como provedoras de nuvem, os serviços são cobrados pelo uso, dependendo da quantidade de serviços, de quais serviços e do tempo de uso, como se fosse conta de luz ou água que recebemos em nossas casas.

As vantagens de se utilizar esse tipo de tecnologia são muitas, que vão de baixo custo, velocidade, desempenho, confidencialidade entre muitas outras. Um exemplo claro são as startups que tem aderido cada vez mais a Nuvem, pois dessa maneira conseguem economizar muito com infraestrutura, no estudo, compra e instalação de servidores, switches e demais equipamentos de rede. O desempenho também é bastante beneficiado já que as provedoras de nuvem trabalham com a ultima tecnologia de hardware e com apenas um clique é possível adquirir um novo servidor já configurado da maneira que o cliente escolher.

Outra grande tendência que a tecnologia na Nuvem tem provocado é a disponibilização de softwares, geralmente quando as grandes empresas criavam seus softwares era necessário fazer a instalação de determinado software no ambiente do cliente, de certa forma esse modelo gera alguns problemas pois cada cliente tem um  ambiente diferente fazendo com que instalações diferentes do mesmo software seja realizada o que torna difícil a manutenção do software. A utilização desse conceito tira do cliente qualquer preocupação com instalação e ambiente, o que torna o custo menor pois não terá que instalar um novo servidor dependendo do software e terá grandes economias com energia e manutenção. É fácil notar as vantagens da tecnologia na Nuvem, tirar responsabilidades do cliente que afetam diretamente a interação cliente/software, deixando toda essa responsabilidade a desenvolvedora do software.

Chegara o dia, muito em breve, que não apenas grandes empresas utilizaram a nuvem, mas também, nós com nossos computadores pessoais, imagine que todos os recursos utilizados no seu computador sejam disponibilizados na nuvem, os softwares que você usa, os arquivos que você guarda e até mesmo o sistema operacional, onde neste processo o usuário apenas utilizara um terminal para acessar a nuvem, o que disponibiliza uma economia com a aquisição de hardware e manutenção. O uso da tecnologia na nuvem está cada vez mais comum em nosso cotidiano e cada vez temos uma visão mais clara de que no futuro a computação como conhecemos estará mudada e a nuvem ira sustentar a grande maioria das aplicações e até mesmo o uso pessoal dos computadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *